05/02/2017

O CHAMADO 3 (2017) - F. Javier Gutiérrez / Crítica


Data: 

2 de fevereiro de 2017 
(1h 42min)

Direção: 
F. Javier Gutiérrez

Elenco:
Matilda Lutz
Alex Roe
Vincent D'Onofrio
Johnny Galecki
Aimee Teegarden
Laura Wiggins
Bonnie Morgan


Gênero: Terror

Nacionalidade: Estados Unidos


O CHAMADO 3 continua como sempre; nunca foi um dos melhores filmes do terror pra começo de conversa. Mesmo agregado de elementos muito memoráveis, a fita vhs, o poço, e os cabelos tapando a cara de Samara. A história sempre foi um encontro de de situações que nunca se complementam ou se explicam.


O cinema japonês em 2002, que estava em ascensão com filmes de terror de grande sucesso. E foi uma chuva de adaptações desses filmes para os cinemas americanos. O diretor de PIRATAS no CARIBE, Gore Verbinski comandou o primeiro filme da trilogia.

‘O Chamado 2‘ foi feito em 2005 comandado pelo mesmo diretor do filme original japonês,  Hideo Nakata, . A sequência foi feita na correria com um roteiro entediante, que acabou enterrando a franquia após uma bilheteria aquém do esperado (arrecadou apenas US$ 161 milhões mundialmente).

O Chamado 3 acaba entrando no clichê de sempre: um antagonista que no fundo não é tão mal assim. Além desse imenso problema de argumento, também incomoda o fato do vídeo assassino ter se tornado um objeto de estudo para algumas pessoas. Isso fez com que todo o ar sombrio e misterioso da lenda que assombra a mitologia da franquia, perdesse força.

Se passaram então doze anos e os restos mortais de Samara encontrados no segundo filme, não adiantaram de nada e a sensação foi de tempo perdido, afinal a justificativa da sua volta não convence muito. 

Agora acompanhamos a jovem Julia (Matilda Lutz) que após o sumiço de seu namorado Holt (Alex Roe), descobre que ele está envolvido com um vídeo amaldiçoado que, depois de assistido, te mata em 7 dias. Decidida a se sacrificar pelo seu companheiro, ela resolve assistir o vídeo e, com a ajuda de Gabriel (Johnny Galecki, O Leonard de Bing Bang, a Teoria), Julia descobre a existência de um outro filme escondido dentro do vídeo. É sério, WTF???

A primeira cena que lembra muito o filme PREMONIÇÃO é desnecessária e medonha, mas não de susto, e sim de qualidade. Mal feita, sem nexo e com diálogos que um ser humano normal jamais diria numa situação de perigo eminente que causam por incrível que pareça risos. 

O maior erro desse filme, e não ter nenhum personagem dos outros dois filmes, Naomi Watts era pra estar nesse filme de alguma forma mais direta, mas percebe-se que o diretor F. Javier Gutiérrez está disfarçando essa sequência de REBOOT.

E o melhor personagem aqui é do ótimo ator de Vicent D`Onofrio, (Wilson Fisk de DEMOLIDOR) mas mal desenvolvido, e que poderia deixar o filme mais interessante se soubessem aproveitar seu empenho.

O CHAMADO 3 é facilmente o pior dos três filmes até aqui, com muito do que representa sendo deixado de lado e com a inserção de personagens chatos e desinteressantes, que nada adicionam. O final do filme pode representar que teremos mais versões pela frente, mas a impressão que o terceiro longa deixa é que nada será mais como antes, principalmente em termos de qualidade.

NOTA: 3

PONTO POSITIVO: Atmosfera do filme
PONTO NEGATIVO: Roteiro preguiçoso e diálogos sem sentido

Cicero Durães
05/02/2017